domingo, 26 de julho de 2015

Uma abordagem transpessoal

foto by @aaronbruce
Uma terapia que reúne os princípios psicológicos e espirituais no processo de cura e crescimento. O trabalho psicoterapêutico se concentra mais no que aconteceu de errado: em como ficamos feridos em nossas relações com os outros e de que modo lidar com isso. O trabalho espiritual se concentra mais no que está intrinsecamente certo: no fato de termos recursos infinitos no cerne de nossa natureza, os quais podemos cultivar para viver de maneira mais expansiva. Se o trabalho psicológico afina as nuvens, o trabalho espiritual invoca o sol. Reunindo essas duas perspectivas temos uma abordagem psicoespiritual para transformar a mágoa do coração.
No nível psicológico, o tratamento oferece um conjunto distinto de percepções e métodos concretos para tratar de sua mágoa pessoal com relação ao amor e libertar seus antigos ressentimentos, a fim de que você consiga deixar o amor fluir mais livremente dentro e através de você. No nível espiritual, o tratamento vai ajudá-lo a desenvolver a sua capacidade de se abrir, a manter suas experiências mais difíceis em uma zona de amor e, além disso, a conectar-se à grande força do amor absoluto que é sua própria essência pessoal, a fim de que essa força possa impregnar e iluminar sua vida de dentro para fora.
Trabalhar nesses dois níveis – tratar de sua mágoa psicológica e aprender a ter acesso ao grande amor – vai ajudá-lo a se relacionar consigo mesmo, com os outros e com todos os aspectos da vida, com um coração mais generoso, mais aberto. Você vai descobrir que sua mágoa não é uma falha ou um defeito, mas sim uma bússola que pode conduzi-lo a melhores vínculos com as pessoas. E isso vai lhe permitir viver de modo mais harmonioso com a tensão entre a perfeição inerente ao amor e a imperfeição inevitável do relacionamento.
Uma terapia que exerce um efeito poderoso nas relações que as pessoas têm consigo mesmas e com os outros. Em um contexto terapêutico, os exercícios experimentais proporcionam meios de aplicar esse conhecimento em suas vidas de maneira concreta e pessoal, particularizando-o. A integração e incorporação dos conceitos que vamos adquirindo vão acontecendo naturalmente ao longo do caminho.
Sabendo que somos sustentados em amor, podemos encontrar a fonte ilimitada de alegria que há dentro de nós e compartilhá-la com o mundo que nos cerca. 

Texto adaptado do livro "Amor perfeito, relacionamentos imperfeitos". O autor John Welwood é psicoterapeuta de relacionamentos afetivos, pioneiro na integração do trabalho psicológico e espiritual.
Sobre John Welwood

Nenhum comentário: